share on:

Na quinta-feira passada fomos em um grupo de amigos provar as pizzas preparadas no forno a lenha pelo pessoal do Artezano e pelo Chef Arthur Cadmiel. Os guris montaram uma proposta no estilo anti-restaurante, que é “um projeto gastronômico que opera em um ambiente privado” segundo a página deles. Eles assumiram, então, a cozinha do S3: food design lab a qual é de um pessoal que só desenvolve coisas deliciosas, dentro de uma casa de coworking.

O sistema funcionou assim: cada pessoa pagou R$40,00 para comer pizzas ilimitadas, feitas com fermentação natural e assadas no forno a lenha, em 4 sabores que eu vou descrever para vocês na sequência. A sugestão da ordem a ser seguida veio por parte dos guris, sendo que a primeira foi a Marguerita (muçarela, tomate e manjericão). Tradicional e deliciosa, já começamos aprovando. A massa bastante fina e com a crosta torrada, característica de pizzas assadas em forno a lenha, já nos conquistaram.

Na sequência veio um sabor diferente: Linguiça Colonial e Cogumelos Tostados, a qual vinha ainda com algumas folhas de sálvia picadas em cima. Este foi o meu sabor preferido da noite e, com certeza, recebeu aprovação de todos que estavam comigo. A linguiça tinha um tempero forte e que era bem complementada pelo sabor mais ameno dos cogumelos, uma delícia!

O terceiro sabor foi o de Lombo e Pesto (lombo de porco, pesto de manjericão, nozes e raspas de limão bergamota) um sabor que nenhum de nós havia provado antes, e nem sabíamos como ia ser esta combinação. Depois de provar podemos afirmar: é ótima. O pesto feito em casa estava bem aderido a cada pedaço de lombo de porco e espalhado por toda a pizza, o que fez que, a cada mordida, a gente sentisse bem todos os sabores propostos ali. Confesso que não consegui perceber as raspas de limão bergamota, mas talvez meu paladar só não seja tão apurado mesmo, hehe.

O último sabor que provamos foi o de Kinkan (kinkan, mel, ervas e quechimia). Este sabor eu jamais teria imaginado, mas era muito saboroso. Para vocês que estão quebrando a cabeça pensando “mas o que é kinkan?” nós respondemos: é aquela laranjinha pequena e bem azedinha, sabem? Se não, vão ter que ir provar com os guris para conhecer! Sabores balanceados e dando já um gostinho doce na boca, um bom jeito de finalizar os sabores da noite.

Claro que somos esfomeados e repetimos as nossas preferidas (que foram as de linguiça colonial, de lombo de porco e de kinkan) mas isso só nos fez ficar mais curiosos e querer provar a sobremesa oferecida pela casa: mousse de chocolate 53% cacau com frutas e um enfeite de caramelo (R$7,00 por porção). A mousse vinha servida em taças era bem leve ,com sabor intenso de chocolate e uma apresentação super bonitinha.

Satisfeitos, ficamos conversando e curtindo o ambiente que te convida a ficar, já que eles são simpáticos e escolheram uma playlist maravilhosa para a noite. Nos convidaram para conhecer o ambiente externo deles e, especialmente, o forno a lenha! Claro que não recusamos e fomos lá ver o lugar de onde saíram aquelas pizzas deliciosas, mas acabamos conhecendo mais mesmo sobre a trajetória dos guris e sobre os cursos que eles ministram (estou ansiosíssima para fazer um que é de pães 100% integrais!).

Eles irão seguir com esta proposta de anti-restaurante a cada duas semanas, então sigam eles no Facebook para maiores informações. Eles funcionam apenas com reservas, logo, se liguem para não perder a próxima edição que será com os mesmos sabores que nós provamos. No mês que vem já mudam os sabores – e acho que vamos ter que voltar para provar tudo de novo, que pena!

share on:
Sofia Etges

Sofia Etges

Aficcionada em cozinhar e comer bem. Adoro conhecer lugares novos – sejam continentes, países, cidades ou restaurantes. Todos com o mesmo propósito: conhecer cultura através do paladar.